Santa Cruz da Graciosa

Situada no nordeste da Graciosa, Santa Cruz é excelente para a observação das outras ilhas do Grupo Central.

O concelho de Santa Cruz da Graciosa ocupa todo o território da ilha Graciosa e os seus ilhéus. A ilha tem uma forma grosseiramente oval, com 12,5 km de comprimento e 8,5 km de largura máxima. É a menos montanhosa das ilhas açorianas, atingindo 405 m de altitude máxima no bordo leste da Caldeira. Esta baixa elevação confere à ilha um clima temperado oceânico, caracterizado pela menor pluviosidade do arquipélago.

O relevo do concelho é em geral aplainado, marcado por numerosos cones de escórias que lhe dão um carácter marcadamente vulcânico, com um relevo mais acentuado na parte meridional.

Fonte: wikipedia.org

Diretório

Rabo de Peixe, origens e tradições

O segundo dia da atividade, no dia 20 de setembro a partir das 9h30, será dedicado a “Rabo de Peixe, origens e costumes” através de um passeio guiado pela zona costeira da vila com o intuito de dar a conhecer e valorizar a riqueza cultural e tradições existentes.

Continuar a ler  

Os golfinhos voam nos Açores

Este podia ser o começo de uma descrição da imagem deste artigo. Nesta, o fotógrafo convida o observador a imaginar de onde vem o golfinho: trata-se de um salto a partir da água ou estava a voar tranquilamente antes de um voo a pique sobre o Atlântico? Seja o que for que o leitor imagine, a semelhança com uma gaivota …

Continuar a ler  

Andreia Costa: alternativas para dias de mau tempo

Andreia Costa, residente em São Miguel, tem uma ideia muito clara sobre o que descobrir na ilha, para além das paisagens e lagoas deslumbrantes. Segundo a autora de um roteiro alternativo para São Miguel, a ilha encerra sítios muitas vezes desconhecidos que são locais de grande interesse.   As condições climáticas não devem ser um obstáculo, mas sim, uma mais …

Continuar a ler  

O Corvo está de parabéns

Com uma área total de 17,2 Km ² e cerca de 430 habitantes, o Corvo é a mais pequena e a menos populosa ilha do arquipélago dos Açores. Terá sido descoberta com a das Flores em 1452 por Diogo de Teive, aquando do regresso da sua segunda viagem de exploração à Terra Nova. O seu povoamento não foi fácil, tendo …

Continuar a ler