Madalena

Entre o verde de uma natureza pródiga e o azul do Atlântico, a Madalena é um concelho dinâmico e o mais populoso da Ilha do Pico, elevando-se do mar em beleza petrificada, merecendo a distinção de uma das Sete Maravilhas de Portugal.


A Madalena, pela sua posição geográfica frente ao Faial e à cidade da Horta, distando desta cerca de 7,5 Km, é o eixo principal das comunicações da ilha, posição que a torna uma privilegiada porta de entrada para apreciar tudo o que se oferece a quem nos visita.
Verdadeiros “ex-libris”, fronteiros à vila, estão os curiosos ilhéus Deitado e em Pé, onde nidificam aves marinhas. Estes apresentam-se fortemente degradados pela acção erosiva marinha, constituindo os resquícios de um cone vulcânico associado a erupções submarinas.


Dadas as suas características geológicas e a natureza vulcânica dos seus solos, a economia deste concelho assenta essencialmente na agricultura, na pecuária e na pesca. No entanto, perante os novos desafios impostos pela sociedade moderna, outras actividades se desenvolveram, contribuindo fortemente para a economia do concelho da Madalena, designadamente nas áreas do comércio, turismo e serviços.


A base da sua agricultura é composta por campos de frutos e de vinhas, sem paralelo noutras regiões do país e do mundo. O conjunto de “currais” e “canadas” em que são divididos os terrenos de cultivo da vinha é uma organização no espaço feita através de um retículo de muros negros, integrando protecções paralelas de paredes singelas ou dobradas em pedra, e constituindo particular e peculiar paisagem, considerada, em meados de 2004, “Património da Humanidade” pela UNESCO.

Fonte: Câmara Municipal da Madalena

Informação

SABER MAIS  

Diretório

Andreia Costa: alternativas para dias de mau tempo

Andreia Costa, residente em São Miguel, tem uma ideia muito clara sobre o que descobrir na ilha, para além das paisagens e lagoas deslumbrantes. Segundo a autora de um roteiro alternativo para São Miguel, a ilha encerra sítios muitas vezes desconhecidos que são locais de grande interesse.   As condições climáticas não devem ser um obstáculo, mas sim, uma mais …

Continuar a ler  

O Corvo está de parabéns

Com uma área total de 17,2 Km ² e cerca de 430 habitantes, o Corvo é a mais pequena e a menos populosa ilha do arquipélago dos Açores. Terá sido descoberta com a das Flores em 1452 por Diogo de Teive, aquando do regresso da sua segunda viagem de exploração à Terra Nova. O seu povoamento não foi fácil, tendo …

Continuar a ler  

Da emigração com amor (e humor)

Nos Estados Unidos da América, estima-se que existam 1,5 milhões de emigrantes portugueses de origem açoriana, tendo os naturais do arquipélago ficado concentrados predominantemente em estados como Massachusetts e Rhoad Island, na costa leste, e na Califórnia, na costa do Pacífico, de forma mais intensa na década de 60 do século XX, sendo hoje a emigração residual. Fonte: Açoriano Oriental …

Continuar a ler  

Covid-19 – Solidariedade na ilha Terceira

Inspirado nalgumas iniciativas semelhantes, o proprietário do alojamento local O Refúgio em Angra do Heroísmo, André Brasil, decidiu avançar e colocou ao dispor dos profissionais de saúde um alojamento que tanto necessitam, de forma gratuita. Segundo André Brasil “é com muito prazer que O Refúgio se junta a esta fantástica iniciativa, demonstrando o devido apreço pelos nossos profissionais de saúde …

Continuar a ler  

Vinho Do Pico entre os melhores de Portugal

Foram provados e avaliados mais de mil vinhos, espumantes e aguardentes vínicas. Destes, um total de 68 foram premiados, com maior destaque para a região do Douro, que arrecadou 28 distinções. O prémio “Paixão Pelo Vinho Prestígio”, coube a oito produtores. Entre eles, três vinhos tintos, todos DOC Douro: Costa Boal Homenagem Douro tinto Grande Reserva 2011, da Costa Boal …

Continuar a ler  

Comer em São Miguel

Cozido das Furnas É o prato mais popular de São Miguel. O cozido é uma mistura de carnes – porco, frango e vaca – chouriços e legumes. O que o distingue de um cozido tradicional é que é cozido no subsolo pelo vapor vulcânico e sem água. É uma refeição preparada pela Mãe Natureza! Nas margens da Lagoa das Furnas …

Continuar a ler