Pinhal da Paz

Provavelmente a mata original de pinheiros bravos, da qual restam poucos vestígios, e a Ermida da Senhora da Paz estarão na origem do nome desta Reserva; no entanto, a azálea terá sido uma das espécies ornamentais que a tornou mais conhecida, pois são inúmeros os visitantes que procuram o colorido destas flores, homenageadas todos os anos, na Primavera, pelo Festival das Azáleas, com a música e as danças do nosso folclore.

Com uma área de 50 hectares o Pinhal da Paz proporciona, para além dos inúmeros espaços de lazer, uma forte componente de educação ambiental, nomeadamente pelas suas colecções temáticas de camélias, fetos, palmeiras e cactos que possuem um grande interesse botânico e valor pedagógico. A sua proximidade aos centros urbanos de Ponta Delgada, Ribeira Grande e Lagoa fazem desta Reserva Florestal de Recreio um dos espaços verdes mais frequentados e emblemáticos dos Açores.
 
Todo o parque é mantido por vigilantes sempre disponíveis para o vasto público que visita o parque.A Destinazores agradece a todos eles e em especial Sr Marco Sousa pela ajuda e amabilidade prestada durante a nossa visita.
 

Mãe, sem mãos!

Nos Açores é possível fazer viagens de barco durante todo o ano para ver baleias e golfinhos em São Miguel. E de abril a outubro também fazemos observação de cetáceos na ilha do Pico. Os Açores são considerados um dos melhores destinos para ver baleias e golfinhos por várias razões. Entre elas, a sua localização. Os Açores estão geograficamente bem …

Continuar a ler  

Açores no top 20 da Forbes

Cecilia Rodrigues, jornalista, viajante e escritora, estabeleceu critérios apertados para a escolha dos melhores destinos para viver. Os critérios foram a presença de uma escola internacional, qualidade de vida, sistema de saúde, ligação à internet, proximidade de aeroportos com voos internacionais, custo de vida, comunidade de expatriados e baixo índice de criminalidade. Descobrimos os destinos mais amigos dos americanos na …

Continuar a ler