Pico da Barrosa

Parapente

O acesso ao Pico da Barrosa faz-se a partir do concelho da Lagoa ou do concelho da Ribeira Grande (por favor, ver mapas abaixo). O trajeto a partir da Ribeira Grande tem interesse turístico, com um conjunto interessante de miradouros para a costa norte e a paragem obrigatória na Caldeira Velha. O percurso de carro termina no parque de estacionamento junto às antenas.

O voo no Pico da Barrosa é térmico com grande possibilidade de efectuar cross e com várias descolagens para vários quadrantes. A existência de duas centrais geotérmicas permitem a formação de térmicas (artificiais) potentes, podendo ser aproveitadas para potenciar o voo pelos pilotos mais experientes.
Não voar sem conhecimento dos pilotos locais e sem autorização das entidades competentes. Na aproximação à aterragem oficial evitar sobrevoar as centrais geotérmicas.

Paulo LuisInformação gentilmente cedida por Paulo Luis


COMO CHEGAR

Os mapas abaixo contém os trajetos para o local, a partir dos três concelhos mais próximos. Poderá descarregar para o GPS os ficheiros respetivos. Nos mapas, para além dos pontos relevantes do local, encontrará também informação útil do trajeto. Bombas de gasolina e restaurantes são alguns dos exemplos de pontos relevantes nos mapas.


PERCURSO PONTA DELGADA – PICO DA BARROSA

PERCURSO RIBEIRA GRANDE – PICO DA BARROSA

PERCURSO LAGOA – PICO DA BARROSA

PONTOS DE DESCOLAGEM


VITAMINAR!


ALABOTE
LOCALIDADE: RIBEIRA GRANDE

Requinte, bom gosto, ambiente calmo e tranquilizador e ainda paisagem espectacular

BOTEQUIM AÇORIANO
LOCALIDADE: RIBEIRA GRANDE

O lugar onde a cultura e a gastronomia açoriana se sentam à mesma mesa!

O SILVA
LOCALIDADE: RIBEIRA GRANDE

No Silva encontra os mariscos e a comida regional açoriana em ambiente descontraído.

QUINTA DOS SABORES
LOCALIDADE: RIBEIRA GRANDE

Ambiente intimista. Refeições com sabores verdadeiros de quem cultiva e cozinha sem igual.

Rabo de Peixe, origens e tradições

O segundo dia da atividade, no dia 20 de setembro a partir das 9h30, será dedicado a “Rabo de Peixe, origens e costumes” através de um passeio guiado pela zona costeira da vila com o intuito de dar a conhecer e valorizar a riqueza cultural e tradições existentes.

Continuar a ler  

Os golfinhos voam nos Açores

Este podia ser o começo de uma descrição da imagem deste artigo. Nesta, o fotógrafo convida o observador a imaginar de onde vem o golfinho: trata-se de um salto a partir da água ou estava a voar tranquilamente antes de um voo a pique sobre o Atlântico? Seja o que for que o leitor imagine, a semelhança com uma gaivota …

Continuar a ler  

Andreia Costa: alternativas para dias de mau tempo

Andreia Costa, residente em São Miguel, tem uma ideia muito clara sobre o que descobrir na ilha, para além das paisagens e lagoas deslumbrantes. Segundo a autora de um roteiro alternativo para São Miguel, a ilha encerra sítios muitas vezes desconhecidos que são locais de grande interesse.   As condições climáticas não devem ser um obstáculo, mas sim, uma mais …

Continuar a ler  

O Corvo está de parabéns

Com uma área total de 17,2 Km ² e cerca de 430 habitantes, o Corvo é a mais pequena e a menos populosa ilha do arquipélago dos Açores. Terá sido descoberta com a das Flores em 1452 por Diogo de Teive, aquando do regresso da sua segunda viagem de exploração à Terra Nova. O seu povoamento não foi fácil, tendo …

Continuar a ler  

Da emigração com amor (e humor)

Nos Estados Unidos da América, estima-se que existam 1,5 milhões de emigrantes portugueses de origem açoriana, tendo os naturais do arquipélago ficado concentrados predominantemente em estados como Massachusetts e Rhoad Island, na costa leste, e na Califórnia, na costa do Pacífico, de forma mais intensa na década de 60 do século XX, sendo hoje a emigração residual. Fonte: Açoriano Oriental …

Continuar a ler