Faz parte integrante da Rede Natura 2000, pelo facto de ter sido classificada como zona especial de conservação, aprovado por Decisão da Comissão Europeia no dia 28 de Dezembro de 2001, nos termos da Directiva Habitats 92/43/CEE do Conselho. Esta lagoa de águas muito azuis ocupa uma área de 1 360 ha, que é bastante tendo em atenção as dimensões da própria ilha.

A Lagoa do Fogo é a segunda maior lagoa da Ilha de São Miguel, e também a mais alta, classificada desde 1974 como Reserva Natural, tal o seu valor natural e paisagístico.

Ocupando cerca de 1360 hectares, na caldeira de um vulcão adormecido que se terá formado há cerca de 15.000 anos, dando forma ao grande maciço vulcânico da Serra de Água de Pau, a Lagoa do Fogo encanta pela sua beleza natural e dimensão fenomenal, chegando a atingir os 30 metros de profundidade.

A sua forma elíptica com dimensões na ordem dos 3×2.5 km e é resultado do ultimo colapso, que ocorreu no topo do vulcão, há aproximadamente 5 mil anos. A ultima erupção data de 1563.

Fonte: Câmara Municipal Vila Franca do Campo

Festival de Folclore da Relva 2018

Este Sábado tem lugar o maior Festival de Folclore realizado em São Miguel, um dos maiores dos Açores, bem-conceituado a nível nacional e internacional. Trata-se do Grande Festival de Folclore da Relva – Mostra Folclórica do Atlântico, que este ano vai na vigésima sexta edição. Desde há vinte e seis anos que o 1º Sábado de Agosto é considerado, na …

Continuar a ler  

PDL White Ocean

A maior festa branca ao ar livre dos Açores, muitas novidades cor, luz e muito som para mais uma edição “Pdl white Ocean”, sábado dia 4 de agosto, um tema simples: “venha mergulhar num mar de emoções”. Ao caminhar pela cidade, vai sentir as vibrações dos espetáculos o efeito das performance e arte viva, verdadeiramente mágico de muitos sorrisos. O …

Continuar a ler  

Mergulho com… tubarões!!!

O tubarão azul está ameaçado sobretudo pela pesca comercial. Para além das capturas acidentais, é sobretudo desta espécie que são recolhidas as barbatanas para venda no mercado asiático (utilizadas nas sopas de barbatanas de tubarão). Nos Açores, em especial nas ilhas do Pico e do Faial, descobriu-se que a observação desta espécie no seu habitat é bem mais rentável que …

Continuar a ler